Recado

Recado

Dizem historiadores de boa cepa que não há período da narrativa brasileira mais odiento do que o atual. O país está supurado. E seguem-se o esculacho dos poderes constituídos; o crime absolvido de cada dia; a irresponsabilidade, arrogância e indiferença das classes dirigentes;
a bonomia da choldra; a ausência de empatia; a esculhambação cívica;
a anomia, insegurança e pauperismo urbano; o liberticídio nas redes sociais; a crise dentro da crise dentro da crise; a mistura de raiva com escracho na política; as pitadas de psicopatia; a impotência cancerígena de uma gente envergonhada; a mobilidade social empacada; o fel excretado pelos poros da Nação. O Brasil está uma merda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *