Poetas de cabeceira

Poetas de cabeceira

Heitor Ferraz, poeta

 

Novo beco p/ Monodrama

 

O mundo

é este:

caminhando

pela Rua do Ouvidor

você comenta

e me mostra

a sequência de lojas

e de ares-condicionados

De repente

vem este bafo frio

na pele do braço

um vento intermitente

como um pisca-pisca alerta

 

A rua era aquela

a antiga

que a gente leu

um dia

nas páginas

do Machado

 

Mas a rua

agora

é esta

são estas lojas

e o ar-condicionado

bafejando frio

na calçada

 

Lembra do Kafka?

Ele coçava

a têmpora esquerda

e era garçom naquele bar

– Brasil?

na Praça San Sebastian

onde hoje à tarde

uma velha negra

cabelos puxados na nuca

cantava um samba alegre

e pensamos que fosse

a Elza Soares

 

O mundo

é este

– “no fundo,

as palmeiras

como caracteres chineses

desarrumados”

Aquele telhado

comprido

que parecia

um trilho de trem

indo até uma estranha torre

para acabar no Aterro

 

Pensei depois

neste quadro:

o pitoresco do

morrinho

com luzinhas na cintura

o petroleiro assentado

sobre as águas

escuras

e os procedimentos de porta

 

Uma vontade de imitar

a paisagem

uma tristeza bruta

 

O avião arremeteu

com o vento de cauda

foi tudo tão rápido

como

aquela mulher

cantando

A Rua do Ouvidor

estreita

A pista

estreita

do Santos Dumont

aquela pequena fábula

que li durante a viagem

um conto

estreito

e as paredes

convergindo

vertiginosas

uma em direção

à outra.

 

 

Três irmãos p/ Interior via Satélite

 

Recuo um pouco

para ver melhor,

enquadrar a janela

que se desenquadra

no fundo da loja,

mas é

numa das folhas da madeira

abertas de par em par

que o sol investe

com toda intensidade

jogando o resto

para a sombra:

fica somente este amarelo

no seu último grito

de cor

para depois

tudo se dissolver

nas lindes do verde,

no musgo da pedra,

no olho cego

da estrada

que engole tudo,

até o desejo de voltar.

 

O articulista é poeta e jornalista, mestre em Literatura pela USP.

heitorferraz@uol.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *